Mulheres do Rock: 13 ícones que esbanjam talento

    255

    Como todos bem sabem, o Rock and Roll é um gênero musical que, infelizmente, ainda é dominado pelos homens. No entanto, a lista com “mulheres do Rock” vem crescendo bastante nos últimos tempos e o panorama de dominação masculina vem sendo alterado aos poucos.

    Melhor ainda, em termos de talento, muitas das roqueiras de plantão não deixam a desejar em nada, na comparação com os roqueiros. Melhor ainda, elas estão sempre presenteando os fãs com gravações memoráveis e shows cheios de energia.

    Enfim, como você já deve ter percebido, resolvi aproveitar este Dia Internacional da Mulher para falar sobre algumas “mulheres do Rock” que continuam na ativa e esbanjam talento. Conforme irá notar, fiz questão de incluir ícones de diversas gerações… vamos conferir?

    Ann Wilson

    Para abrir esta lista, resolvi citar a incrível Ann Wilson. Essa lenda já está na ativa desde 1967 e entrou para a história do Rock and Roll por liderar a poderosa banda Heart. E, claro, ela continua na ativa e entregando alguns registros memoráveis para os fãs.

    Vale lembrar que Ann é irmã da talentosa guitarrista Nancy Wilson, que é outra lenda que merece ser citada nesta lista com grandes “mulheres do Rock”. De qualquer forma, o fato é que ainda vale muito a pena curtir a poderosa voz da cantora e suas canções extremamente inspiradas.

    Amy Lee

    Líder da banda Evanescence, Amy Lee é uma das maiores representantes da “ala feminina” do Rock and Roll. Ela está na ativa desde 1995 e continua fazendo shows incríveis em diversos cantos do globo, com direito a algumas colaborações com outras lendas do gênero.

    Como não poderia deixar de ser, Amy tem alguns trabalhos solo em sua discografia e esses registros também merecem total atenção. Sem dúvidas, essa musa é a dona de uma das vozes mais marcantes da música mundial e, por isso, ela merece todos os elogios possíveis.

    Pitty

    E quanto falamos de roqueiras daqui do Brasil, é praticamente impossível não pensar na incrível Pitty “logo de cara”. A baiana deu início à sua carreira em 1997 e já entregou alguns hits memoráveis para a sua grande base de fãs, assim como algumas colaborações impecáveis.

    Aliás, por falar em colaborações, o último registro da cantora contou com o apoio do grande Nando Reis e o sucesso foi enorme. Resumindo, em território nacional, poucas roqueiras representam tanto quanto a talentosa Pitty. Por isso, ela não poderia ficar de fora desta seleção.

    Sophie Lloyd

    Por ser uma artista que conseguiu abrir um espaço nas listas com os melhores guitarristas do mundo, Sophie Lloyd merece a honra de estar nesta lista com poderosas “mulheres do Rock”. A jovem lançou seu primeiro álbum em 2017, mas conseguiu chamar a atenção por seu trabalho na web.

    Isso mesmo, a bela musicista fez bom uso das redes sociais para apresentar seu talento para o mundo e acabou conseguindo atrair a atenção de “gente grande”. Atualmente, ela é a guitarrista principal do músico Machine Gun Kelly e o próximo álbum solo (que promete), já está a caminho.

    St. Vincent

    Reconhecida como uma das artistas mais talentosas de todo o mundo, St. Vincent (Anne Clark) deu início à sua carreira em 2003 e, desde então, já lançou uma boa quantidade de discos memoráveis, chegando a ser convidada para participar de shows de bandas lendárias.

    Apresentando um som que pende para o lado do Rock Alternativo, mas com muitos elementos singulares, a artista consegue se destacar e oferecer álbuns bem variados. Portanto, se você ainda não conhece o trabalho dessa musa, é bom correr até as plataformas de streaming de músicas para conferir.

    Kimi Shelter

    Falemos agora da incrível Kimi Shelter. Essa é uma “novata” do Rock and Roll, mas não seria exagero algum dizer que ela já representa o gênero de forma irretocável, na liderança da banda Starbenders. Além do mais, a artista faz aquele tipo de som que remete a certas banda de rock antigas e isso sempre tem um apelo enorme para muitos roqueiros.

    Até o momento, a banda Starbenders só lançou dois álbuns, mas ambos foram muito bem recebidos pela crítica. E o mais interessante é que diversos singles vêm sendo liberados na web nos últimos tempos, o que quer dizer que Kimi Shelter e cia. estão trabalhando em mais novidades.

    Kathleen Hana

    No ponto central desta lista com grandes “mulheres do Rock”, resolvi posicionar a poderosa Kathleen Hana. A artista explodiu na década de 1990, como líder da banda Bikini Kill, e se tornou uma representante das mulheres na luta contra o machismo da cena roqueira.

    Em dado momento, a cantora teve a sua carreira interrompida por problemas de saúde, mas hoje ela está de volta à banda Le Tigre e já tivemos a confirmação de que algumas novidades estão a caminho. E só para constar, o documentário “The Punk Singer” conta a história da artista e é uma produção obrigatória para os roqueiros de plantão.

    Patti Smith

    Voltando a falar sobre as veteranas, chegamos à incrível Patti Smith. Essa lenda surgiu em 1971 e entregou uma série de grandes hits para a juventude da época. De fato, o trabalho da artista foi tão importante, que ela chegou a ser incluída na lista com as maiores cantoras do mundo (da revista Rolling Stone).

    Para a alegria dos fãs, apesar de já estar com 76 anos, Patti continua apresentando novidades de tempos em tempos e seus shows continuam ótimos. Em suma, temos aqui uma figura icônica, que resume a ideia básica desta seleção de forma perfeita.

    Stevie Nicks

    Outra lenda que não poderia ficar de fora desta lista com poderosas “mulheres do Rock” é a talentosa Stevie Nicks, que fez história como uma das vocalistas da banda Fleetwood Mac. Detalhe: em 1998, a cantora e seus companheiros foram recebidos como integrantes do Hall da Fama do Rock and Roll.

    Ostentando uma voz diferenciada, a cantora, que está com 74 anos, não segue mais o mesmo ritmo intenso de outrora, mas ainda oferece alguns registros diferenciados para os fãs e está sempre sendo convidada para realizar algumas participações especiais.

    Avril Lavigne

    Sendo um dos expoentes máximos do movimento “Pop Punk”, que foi um fenômeno do início deste século, Avril Lavigne é outra artista que representa o gênero com propriedade. Ela entregou uma boa série de hits para os fãs e, após alguns problemas de saúde, retornou com tudo.

    No início de 2022, Avril lançou um novo álbum e mostrou que realmente estava pronta para voltar às paradas de sucesso. Desde então, ela tem sido uma presença marcante nos feeds de notícias da mídia especializada (e esperamos que as coisas continuem desse modo, claro).

    Hayley Williams

    Hayley Williams, líder da banda Paramore, é outra artista que ficou um bom tempo “longe dos holofotes”, mas retornou recentemente. Na verdade, a cantora vem “movimentando” as massas nos últimos dias, por conta dos shows da turnê de divulgação do álbum “This Is Why” (2023).

    É importante destacar também que a artista costuma fazer uso das suas canções para veicular diversas mensagens importantes, posicionando-se assim como a porta-voz de muitas mulheres, especialmente daquelas que estão em busca de reconhecimento na “cena roqueira”.

    Lzzy Hale

    Esbanjando estilo e presença, Lzzy Hale é aquele tipo de mulher que se encaixa perfeitamente com o rótulo de “poderosa”. A artista domina diversos instrumentos, tem uma voz marcante e lidera uma das bandas de Hard Rock mais respeitadas do mundo.

    Não faz muito tempo, Lzzy e seus companheiros de banda lançaram o álbum “Back From The Dead” e a cantora deixou claro que realmente é uma força criativa e tanto, já que a maior parte das canções do tracklist foi criada por ela. Certamente, essa é uma roqueira que merece a sua total atenção.

    Joan Jett

    Arrematando esta lista com poderosas “mulheres do Rock”, temos a inigualável Joan Jett. Essa artista influenciou diretamente muitas das roqueiras citadas nesta lista e continua sendo um ícone do Rock and Roll, sem contar que suas performances ao vivo são incríveis.

    Joan começou a sua carreira como guitarrista da banda The Runaways, mas foi com sua carreira solo cheia de hits incríveis que ela acabou se consolidando como um ícone. Lembrando que a roqueira foi a primeira mulher a começar a sua própria gravadora. Lenda!

    E não deixe de citar outras poderosas “mulheres do Rock”!

    Como pôde perceber, quando o assunto é Rock and Roll, as mulheres também ocupam posições de destaque e provam que, no fim das contas, é o talento que realmente importa. E o mais legal é que isso vêm ficando cada vez mais evidente, graças ao trabalho duro de muitas artistas.

    E é isso! Como eu sei que acabei deixando muitas “mulheres do Rock” de fora da seleção, peço a você para compartilhar o post e citar outros nomes importantes que seguem na ativa. Assim, a homenagem vai alcançar mais pessoas e as mulheres vão ser representadas por um time ainda mais forte. Conto com o seu apoio. Até a próxima…