Início Últimas Notícias Internacionais Austra libera remix de “I Am Not Waiting” por Claptone

Austra libera remix de “I Am Not Waiting” por Claptone

251
Austra
Austra

Depois de apresentar o vídeo de “I Am Not Waiting”, parte do álbum HiRUDiN no mês passado. Austra, aka Katie Austra Stelmanis, agora tem o prazer de compartilhar um remix do produtor alemão Claptone.

Que usa sintetizadores e beat para complementar o vocal de Stelmanis. Austra e Claptone colaboraram anteriormente em “La Esperanza”, 2018.

Stelmanis disse sobre o remix:

“Minha relação com Claptone evoluiu de uma colaboração sem muito contato em um pouco de tempo gasto para nos conhecermos, ele é muito divertido para trabalhar, eu amo cantar com hits da Eurodance e acho que o remix é ótimo.”

Confira remix da música “I Am Not Waiting” de Austra!

Austra trabalhou com Peter Burr na criação de novas artes de capa para o remix de Claptone e outros remixes futuros.

Burr disse ao trabalhar com Stelmanis:

“Sou fã de Katie e seu trabalho desde que nos conhecemos em Toronto em 2005, por isso foi emocionante ter a chance de pensar sobre a nossa energia colaborativa para este álbum. No momento, vivendo em uma quarentena complicada cercada por pragas invisíveis (e não tão invisíveis) sobre nós, a fragmentação é palpável: uma fragmentação dos laços sociais, da capacidade da natureza de se regenerar, de algo vago que antes parecia estável e agora parece irreal… todas essas coisas pairam entre nós e dentro de nós. Gosto de como a imagem de HiRUDiN e a energia caótica e sanguínea que sempre ressoa neste momento. Aqui, abraçamos esse estado.”

Enquanto o terceiro álbum de Austra, Future Politics, preocupou-se com as estruturas externas de poder que moldam a sociedade, HiRUDiN aponta para dentro.

Ele traça uma jornada profundamente pessoal em direção à regeneração, lidando com as consequências de relacionamentos tóxicos e insegurança ao longo do caminho.

Nomeado pela substância liberada por sanguessugas. O anticoagulante mais potente do mundo, HiRUDiN (hirudina) trata da importância de curar a si mesmo, deixando de lado influências nocivas e encontrando o poder de se reconstruir.