Início Últimas Notícias Nacionais Universidade Federal de Alagoas vai lançar dicionário musical em Festival de Portugal

Universidade Federal de Alagoas vai lançar dicionário musical em Festival de Portugal

186

Em maio, o Centro de Musicologia de Penedo (Cemupe), vai lançar o Dicionário Musical, de Isaac Newton de Barros Leite, do ano de 1904. A Universidade Federal de Alagoas (UFAL), uma das instituições que o centro é vinculado, informa que se trata de uma obra rara, e que está sendo reeditada pela entidade.

De acordo com a UFAL, o lançamento será realizado durante o Festival de Música de Penedo (Femupe), que ocorre nos dias 25 e 26 de maio em Portugal.

O coordenador-geral do Femupe, professor do curso de licenciatura em Música da instituição federal, Marcos Moreira, explica que a reedição está sendo possível, após permissão da direção da Fundação Casa de Penedo permitiu que a equipe do Cemupe fotografasse das páginas do exemplar que está em um museu. O professor Marcos Moreira também comentou que o projeto de lançar o livro conta com o apoio da Universidade e da Prefeitura de Penedo.

“Esse livro é decorrente de uma visita dos membros do Cemupe à Fundação Casa de Penedo. Jean Lenzi, diretor da fundação, permitiu que o exemplar do museu fosse fotografado página por página para ser editado pelos pesquisadores do Centro de Musicologia. E isto foi feito. Encaminhamos o material fotografado para a equipe e tudo foi editado em 90 dias”, explicou.

Ainda de acordo com o coordenador do evento, a ideia de lançar uma terceira edição do dicionário surgiu em 2004, após o aniversário de cem anos da primeira edição do livro, porém, não foi possível na época, e acabou sendo concretizado nos anos de 2022 e 2023.

“O projeto original para publicação desta terceira edição começou a ser costurado no ano de 2004, quando a primeira edição comemorava cem anos. O doutor Francisco Alberto Sales, então diretor desta Casa de Cultura, havia reunido as duas primeiras edições deste pioneiro trabalho do professor Isaac Newton, que hoje repousam preservadas na seção de obras raras da Biblioteca Francisco Alberto Sales, e integram a Coleção Alagoas do Centro de Referência do Rio São Francisco. Quis o dileto amigo Francisco Sales, naquela ocasião, que o prefácio fosse assinado por Ricardo Cravo Albin”, contou.

Conforme a Universidade Federal de Alagoas, envolvidos no projeto são os pesquisadores: João Gracindo Neto, Aurélio Nogueira de Sousa, Douglas Felipe Nogueira Rocha, Fellipe Roberto Pereira da Silva, João Gracindo da Silva Neto, Rafael da Silva Pinto, Welton Roger Paulino Araujo. 

Ainda conforme a UFAL, o projeto foi coordenado por  Marcos Moreira, João Gracindo Neto e Jean Lenzi.