Início Últimas Notícias Lançamentos Liberdade emocional é tema no clipe “Ser Feliz”, de MIDRA

Liberdade emocional é tema no clipe “Ser Feliz”, de MIDRA

366
Midra (Foto - Lucas Ferreira)

Lançada como single em dezembro, “Ser Feliz”, nova música de MIDRA, ganha agora versão em videoclipe. Com temática sobre relacionamentos abusivos e a superação dos mesmos, o trabalho audiovisual tem direção de Lucas Ferreira e atuação de Mariana Cardoso.

Os traumas da relação tóxica são explorados no roteiro através de cenas onde os detalhes contam muito: a mulher que se vê refém das exigências do parceiro controlador de suas roupas, seu cabelo, da identidade que ele lhe rouba.

As cenas interpretadas por Mariana poderiam ser protagonizadas por muitas outras mulheres – e claro, homens também -, que se perderam nas vontades de seus companheiros, mas muito além disso, mostram que existe saída.

Midra- Ser Feliz

Com cenas externas gravadas na cidade de São Paulo, são nos takes em que Mariana está fora do carro e dialoga com seu parceiro por celular que vemos a força de um “basta”, muitas vezes não digerido pelo outro mas que, no roteiro deste vídeo, se faz valer como a resposta final, o bordão utilizado com tanta força e presença por pessoas abusadas em qualquer nível: não é não.

(Foto - Lucas Ferreira)
(Foto – Lucas Ferreira)

A sutileza da composição de MIDRA reflete uma calmaria que chega após as tempestades e combina com a liberdade conquistada depois do rompimento de ligações sufocantes.

A união de instrumentos orgânicos e eletrônicos em “Ser Feliz” traz um ar etéreo, sonhador de um porvir de mais alegrias e menos dores.

Dada a complexidade do tema e a importância do debate sobre o mesmo, o clipe ganha versão oficial com a mesma duração da faixa (3’40”) e versão estendida, na qual é possível acompanhar o desdobramento do roteiro e da superação da personagem principal.

Divulgada primeiro, a versão oficial está sendo lançada nesta quarta-feira, 20 de janeiro, e a estendida chegará nos próximos dias, ambas no canal de MIDRA no YouTube.