Início Últimas Notícias Internacionais Bryan, irmão de Britney Spears, comenta sobre o movimento #FreeBritney

Bryan, irmão de Britney Spears, comenta sobre o movimento #FreeBritney

184
Free Britney Kristin Robinson for Variety
Free Britney Kristin Robinson for Variety

Nos últimos dias, o movimento #FreeBritney” tem sido extremamente comentado nas redes sociais. Os fãs em apoio a cantora lutam contra a tutela de seu pai, que controla suas finanças a anos e escolhas profissionais.

Seu irmão Bryan, contou detalhes a respeito da situação em uma entrevista a um podcast “As Not Seen On TV”, e revelou que Britney sonha em sair desde acordo que já está ativo a anos.

Entrevista de Bryan, irmão de Britney Spears

Britney Spears e o irmão Bryan (Foto: Getty Images)

Ela sempre quis sair da [tutela]. É muito frustrante ter. Se alguém está vindo em paz para ajudar ou entrando com uma atitude, ter alguém constantemente lhe dizendo para fazer alguma coisa deve ser frustrante“.

“Ela tem sido cercada por pessoas desde que tinha 15 anos… eu sei o que ela quer”, disse Bryan. “No começo, foi difícil… o que eu acho que fez todos nós passarmos por isso. Todos nós ficamos muito próximos por todos esses anos”, contou o irmão mais velho da cantora, explicando que a tutela tem sido “uma grande questão em nossa família”.

Estou ciente que os fãs sentem que talvez ela esteja confinada ou contra sua vontade em alguma capacidade, mas eu realmente não posso falar por eles. O contrato tem sido ótimo para a nossa família, até o momento, e continuamos esperando o melhor”.

Movimento #FreeBritney de Britney Spears

Britney Spears foi colocada sob cautela em 2008, após a divulgação de um colapso e divórcio com Kevin Federline, com quem ela compartilha os filhos Preston Jayden.

Seu pai, James ‘Jamie’ Spears, e o Jodi Montgomery tomam conta de seus assuntos pessoais nos últimos doze anos.

Após a declaração de Bryan, os fãs de Britney foram ao Twitter para defender a cantora.

“É tão perturbador ver o quanto ele não se importa com ela“.

De acordo com documentos judiciais vistos pela ET, Britney Spears não poderá tomar suas próprias decisões em gastar seu dinheiro, até pelo menos 22 de agosto de 2020.