Início Últimas Notícias Internacionais Willy Mason lança ‘Reservation’, novo single/clipe do próximo álbum Already Dead

Willy Mason lança ‘Reservation’, novo single/clipe do próximo álbum Already Dead

139

Magia, milagres, fantasmas, líderes mundiais; hoje em dia, parece que pouco resta para acreditar. As mentiras superam a verdade e até a verdade pode ser perigosa.

Levantando o espírito de todos, Already Dead, o quarto álbum e o primeiro em nove anos de Willy Mason, explora a honestidade e o engano, o anonimato na era digital, boas intenções com consequências inesperadas, liberdade, colonialismo, amor, deus e propósito porque, como seu contador de histórias diz, agora é a hora de restaurar um pouco da fé muito necessária.

“Already Dead é um estado espiritual ao qual aspirar; é a liberdade das armadilhas e inibições do próprio ego, cultura e mitologia. É liberdade e amor e liberdade para amar na face da morte”, diz Willy sobre a filosofia por trás da escrita. “É sobre a destruição necessária de nossa mitologia; mitologia da espécie, sexo, raça, nação, self. É sobre a dor e a tragédia que vem com tal destruição, mas também sobre a liberdade, possibilidade e oportunidade de reconciliação; reconciliação com o mundo natural e uns com os outros.”

Willy Mason – Reservation

 

O novo single retirado do álbum intitulado ‘Reservation’ é talvez um dos exemplos mais marcantes dessas ideias em ação. Aqui Willy traz mais detalhes:

Às vezes, quando alguém está confuso sobre um relacionamento, pode ser útil rastrear suas raízes; como, por exemplo, a relação entre uma classe dominante e o povo de um país.

Esta é uma música sobre esse despertar em perspectiva, a respeito do povo e dos governantes do território chamado Estados Unidos; e sobre o desejo de fornecer um lar seguro para as pessoas afetadas negativamente por esse relacionamento muitas vezes abusivo.

O álbum chega em um momento em que certas palavras devem ser ditas. É uma busca pelo amor em uma sociedade que o teme e desencoraja; pela verdade e justiça em uma sociedade que prioriza conveniência e lucro.

“Acabei mergulhando profundamente neste álbum porque parecia, na época, a única maneira de poder fazer algo de bom para alguém”, diz Willy. “Toda a preocupação e cuidado que tenho pelas pessoas, medo, frustração e tristeza, tudo veio à tona.”