Início Últimas Notícias Internacionais Mercado global de editoras musicais é avaliado em R$ 42,48 bilhões em...

Mercado global de editoras musicais é avaliado em R$ 42,48 bilhões em 2021

190

Dados divulgados pela Independent Music Publishing Global Market View revelaram que o setor internacional de editoras musicais está avaliada em R$ 42,48 bilhões de reais.

Segundo a pesquisa lançada pelo Independent Music Publishers International Forum (IMPF), os dados são do ano de 2021, e possuem informações a respeito do setor de edição de música e a influência na área musical. 

No documento consta que empresas do ramo tem participação de 5% na industria, e participação coletiva de 27,1%. Em valores, a pesquisa mostra que o mercado de edição de música estava avalido em  € 7,68 bilhões de Euros, ou seja, R$ 42,48 bilhões reais. Do valor total, as independentes representam € 2,08 bilhões.

A pesquisa levou em consideração aspectos como a pandemia de covid-19, divisão de receitas de streaming entre músicas gravadas e autorais.

Outros pontos abordados no relatório, são questões como a retomada de produções de cinema e TV nos próximos anos, a volta do setor de apresentações ao vivo e aumento de royalties pagos a profissionais do ramo da música.

A presidente da IMPF, Annette Barrett, comenta que editoras musicais indeendente são uma grande força no setor e representam mais de um quarto da industria no mundo.

“As editoras musicais independentes são uma força criativa vital no negócio da música moderna. Eles também são uma força econômica, como mostra este relatório, respondendo por mais de um quarto do mercado de edição global”, disse.

Annette BArrett falou também que juntas, as editoras independentes são a principal força de edição do mundo.

“Coletivamente, as editoras independentes são a principal entidade de edição do mundo, à frente da maior grande empresa. Esta é uma homenagem aos muitos empresários de cada país que desenvolvem compositores e compositores e garantem que eles recebam uma remuneração adequada por sua música”, completa Annette Barrett.

 

com informações de Popline