Início Últimas Notícias Lançamentos Luciane Dom reverbera o afeto em novo single “Pode Ser Às Dez”

Luciane Dom reverbera o afeto em novo single “Pode Ser Às Dez”

56

“Pode ser às 10”, novo single de Luciane Dom, é um papo reto sobre amor e afeto. Nesta canção, em que a cantora e compositora mostra maturidade com uma linguagem urbana, escancaram-se as fragilidades e desejos de um encontro e todos os sentimentos que despertam desde a primeira troca de olhares e a vontade de romper a fronteira do casual e se jogar num relacionamento.

Inspirada nos episódios de Insecure, “Pode ser às 10” expõe a fragilidade à paixão, inseguranças sobre o que fazer depois de um ótimo encontro, é também sobre desnudar os sentimentos, revelar as fraquezas e se pré-dispor ao amor sólido, aquele que a gente quer investir, quer cuidar.

“Marca um momento na minha carreira em que experimento uma Lucina com linguagem mais urbana, dizendo das coisas que eu passo, mas sem florear em palavras”, conta. A canção é um doce pop chill out com groove e beats.

Luciane Dom – “Pode Ser Às Dez”

Luciane se coloca aqui como a porta voz do amor. “Acredito no amor como um ato revolucionário, e não só o amor romântico, mas também aquele que sente pelo amigo, pelo trabalho, um sentimento profundo, transcendental e tem a ver com respeito, respeitar o tempo das pessoas”.

A canção nasceu em plena pandemia, ainda em 2020, quando Luciane realmente viveu em reclusão e só pensava em projetar o futuro. “Afirmar para mim que ia sobreviver e que, saindo dali, teria uma experiencia transcendental”.

Ares de esperança estão mesmo em ‘Pode Ser Às Dez’. Luciane não quer mais esperar, não quer ponderar, neste single a sua fala é a certeza de que vive intensamente o agora. “Não quero ficar ansiosa por não ter falado alguma coisa”, revela.

Hoje, Luciane colhe frutos desta sua nova fase: ela está em Nova Iorque, nos Estados Unidos, em uma residência artística e acadêmica, à convite da New Jersey University e do Instituto de Internacional de Educação de Nova Iorque. Lá ela desenvolve pesquisa para seus próximos lançamentos e dando aulas de experimentação vocal.

Sobre Luciane Dom

Artista da nova geração da MPB, Luciane Dom tem um estilo musical que mistura reggae, candomblé e uma visão moderna do jazz. “A Luciane Dom é uma artista com esse propósito, com esse olhar. Uma faixa muito bonita, a banda é muito boa, músicos de altíssima qualidade, e traz esse recado de uma forma suave, muito bonita, ela trabalha nisso muito bem.”

Essa é a análise do produtor musical Felipe Rodarte, do mítico estúdio Toca do Bandido, que tem na bagagem trabalhos com Marcelo Falcão, The Baggios (indicados duas vezes ao Grammy Latino), Chico Chico, Caio Prado e Baco Exu do Blues.

Arte: Bruno Moraes (@brunoomoraaes)

A perspectiva crítica de Luciane a levou por palcos no Brasil, Estados Unidos e Chile. Seu trabalho combina música e artes visuais, já que a artista também produz trilha sonora para filmes, bem como atua em projetos de produção musical dentro de presídios juvenis (Manifesto – To).

Já cantou com Luedji Luna, Vox Sambou, Liniker e passou por diversos palcos importantes, como Circo Voador, Fundição Progresso, além do Nublu (NYC) e Chelsea Music Hall (NYC).

Artigo anteriorLauren Jauregui estreia seu projeto solo, ‘Prelude’
Próximo artigoMarília Mendonça é homenageada por cartunistas brasileiros com a exposição “Marília Maravilha”
Olá! Meu nome é Beatriz Chiessi e sou formada em Gestão Empresarial. Fã da Aggretsuko, apaixonada pelos filmes do Studio Ghibli, Simmer assumida e astronauta do Astroneer.