Início Últimas Notícias Internacionais Delgres lança seegundo álbum, 4.00AM

Delgres lança seegundo álbum, 4.00AM

300

O trio francês, Delgres, que combina a herança de Guadalupe com blues e crioulo da Louisiana, compartilham Aleas, a recente faixa de seu segundo álbum 4.00AM que está disponível via Le Label / [PIAS].

A banda, que lançou o aclamado álbum de estreia Mo Jodi em 2018, compartilharam recentemente vídeos ao vivo de Assez Assez , 4 Ed Maten e Just Vote For Me.

Com o nome escolhido em homenagem a Louis Delgrès, um nome importante na luta contra a escravidão nas Antilhas Francesas, Delgres se formou em 2016 quando o cantor, compositor e guitarrista Pascal Danaë conheceu o baterista Baptiste Brondy e o tocador de sousafone Rafgee.

4.00AM – Delgres

Cantado majoritariamente em crioulo, o primeiro álbum Mo Jodi foi lançado em Agosto de 2018 e logo em seu lançamento recebeu críticas positivas de nomes como The New York Times, Mojo e Uncut. Delgres também se apresentaram para NPR em ‘World Café’ e ‘The Blue Show with Cerys Matthews’ na BBC Radio 2 e em 2019 a banda foi nomeada para ‘Melhor Álbum Musical Mundial’ na premiação francesa ‘Victoires de La Musique’.
.
4.00AM explora um número de temas autobiográficos: as dificuldades de um pai se ajustando em um novo mundo diferente do seu, a dor de uma mãe ao confrontar a morte de seu filho (o irmão mais velho de Pascal faleceu em um acidente de carro) em ‘Ké aw’, a incompreensão de uma irmã confrontada com o racismo aos dez anos em “Sé mo la”, a separação de uma família depois do pai emigrar de Guadalupe para França em “Aléas”…

O cantor Pascal Danaë explica:

Eu estou fazendo minha própria terapia com tudo isso. Mesmo que não explorado intensamente, isso já estava presente no primeiro álbum. Reconectar com Louis Delgrès, um herói esquecido sacrificado em nome da luta pela liberdade e contra a escravidão, recuperar uma forma de dignidade como alguém que sempre se sentiu como um emigrante invisível, sempre foi parte do mesmo processo. É essa abordagem que procuramos aqui, em continuidade, mas tomando diferentes caminhos e formas. Mas sempre com as bases e princípios que fundaram o grupo, ou seja, evocar as coisas de forma pacífica, e juntos tirar algo positivo disso.

4.00AM também explora outros temas importantes para o trio: partidas, exílio, desenraizamento, a escravidão moderna que substituiu a outra… Mais uma vez, as palavras crioulas se tornam manifestos, enquanto os sons de guitarras, o ritmo da bateria e os sopros do sousafone são uma base para expressar os sentimentos de dor, esperança e desespero.

Artigo anteriorBoys World lança EP de estreia “While You Were Out”
Próximo artigoAFI compartilha duas novas faixas do álbum Bodies
Olá! Meu nome é Beatriz Chiessi e sou formada em Gestão Empresarial. Fã da Aggretsuko, apaixonada pelos filmes do Studio Ghibli, Simmer assumida e astronauta do Astroneer.