Início Últimas Notícias Internacionais Alice Merton lança Vertigo

Alice Merton lança Vertigo

257

Em uma noite fria, Alice Merton repentinamente percebe que algo está errado enquanto está na fila, esperando para entrar em uma boate. Embora esteja cercada apenas por amigos e estranhos desinteressados, ela tem a sensação de que está sendo observada. Parece que a cada passo que dá, está sendo julgada por um júri invisível. Que paradoxo: há pouco tempo ela estava se apresentando para um público de milhões no The Voice alemão, ou em grandes palcos ao redor do mundo. Mas essa visita inofensiva à boate de repente a deixa com medo.

A cada passo mais perto da grande porta de aço, sua pulsação acelera; a cada pulsação do baixo vindo de dentro do clube, ela se sente pior. Uma pontada de tontura – uma vertigem – a desequilibra. Antes que a próxima onda de desconforto chegue até ela, ela toma uma decisão rápida e se desculpa, virando-se para correr para casa e deixando seus amigos perplexos.

A manhã seguinte é seguida por um desamparo: o que foi isso? Como é possível amar tocar na frente de um público e derramar sua alma nas músicas e, ao mesmo tempo, entrar em pânico quando se quer sair e dançar? Se expressar com confiança na frente de milhões de telespectadores, mas também para temer o julgamento de estranhos? E de qualquer maneira: não podemos ser os dois? Corajosos e medrosos, confiantes e tímidos, estáveis e abalados pela vertigem.

Vertigo – Alice Merton

Em “Vertigo”, o primeiro single de Alice em 2021, a jovem de 27 anos descreve o longo caminho da incerteza de volta à autoconfiança. Enfatiza a inquietação que a toma repetidamente, o pensamento: “por que não posso simplesmente deixar isso para trás?” Esses pensamentos e emoções contraditórios que são tão familiares para todos nós somam um efeito extremamente positivo – “Vertigo” nos deixa mais poderosos do que ansiosos: um arranjo indie pop com guitarras distorcidas, além da voz cristalina de Alice Merton. O resultado é uma reminiscência de invasão britânica, sem sombra de dúvida.

Com suas qualidades energéticas ao vivo, “Vertigo” alimenta o apetite por festivais e concertos, que definitivamente voltarão em algum momento. O grande responsável por isso é o produtor canadense Koz, indicado ao Grammy, que trabalhou com Dua Lipa (“Physical”), entre outros. Aqui, também, ele acrescenta ao que já fez Alice Merton se destacar no passado – seu apelo pop – com uma atitude intransigente e indie. Isso permite que Alice dê outro grande passo: ela também encoraja uma geração e a si mesma de que haverá verões tranquilos novamente. Que vocês poderão dançar novamente e deitar nos braços um do outro. Que é absolutamente bom ter muitas facetas, nem sempre estar claro, e que força e fraqueza não são mutuamente exclusivas.

E o mais importante, que essa tontura, essa vertigem, também passará.

Artigo anteriorAFI compartilha duas novas faixas do álbum Bodies
Próximo artigoKirby lança novo single “Boyz II Men”
Olá! Meu nome é Beatriz Chiessi e sou formada em Gestão Empresarial. Fã da Aggretsuko, apaixonada pelos filmes do Studio Ghibli, Simmer assumida e astronauta do Astroneer.